Entendendo melhor sobre a catarata

Entendendo melhor sobre a catarata
0 18 setembro 2020

A catarata é a opacificação do cristalino (lente natural que existe no interior do globo ocular). A principal função do cristalino é permitir o foco das imagens na retina. A perda da transparência desta lente é denominada catarata. Na grande maioria dos casos é uma alteração causada pela idade, que geralmente começa depois dos 50 anos e fica mais frequente conforme aumenta a idade do paciente. Aos 80 anos de idade a grande maioria dos pacientes já apresenta uma catarata que prejudica a visão. A piora da catarata depende de cada paciente e pode demorar meses ou anos até que a opacidade atrapalhe muito a visão.

Alguns pacientes apresentam catarata mais cedo, com 40 ou 50 anos de idade, e algumas condições podem causar o aparecimento mais precoce ou avançar seu desenvolvimento, como trauma ocular, uso prolongado de corticoide por via oral ou colírio, algumas doenças como uveítes (inflamação intra-ocular) e alta miopia (acima de 6 graus). O único tratamento comprovado para a catarata é a cirurgia, quando retiramos a lente opaca e a substituímos por uma lente artificial. Não existem colírios, vitaminas, exercícios nem qualquer outro tratamento cientificamente comprovado além da cirurgia para impedir o avanço ou curar a catarata. A boa notícia é que a cirurgia de catarata tem excelentes resultados hoje em dia.

Sintomas e sinais da catarata

A princípio, uma catarata tem pouco efeito na sua visão. Você pode notar que a visão está um pouco embaçada, como ao olhar através de um pedaço de vidro esfumado ou ver uma pintura impressionista.

Uma catarata pode fazer a luz do sol ou uma lâmpada parecer muito brilhante ou ofuscante. Ou você pode perceber, quando dirige à noite, que os faróis que se aproximam causam mais brilho que antes. As cores podem não parecer tão brilhantes quanto antes.

O tipo de catarata que você tem afetará exatamente quais sintomas você experimentará e em quanto tempo eles ocorrerão. Quando uma catarata nuclear se desenvolve, ela pode trazer uma melhora temporária da visão de perto, chamada de “segunda visão”.

Infelizmente, a melhora da visão tem vida curta e desaparece à medida que a catarata piora. Por outro lado, uma catarata subcapsular pode não produzir nenhum sintoma até estar bem desenvolvida.

Se você acha que tem catarata, consulte um oftalmologista e faça um exame para se certificar.

Prevenção da catarata

Embora haja controvérsia significativa sobre se a catarata pode ser evitada, vários estudos sugerem que determinados nutrientes e suplementos nutricionais podem reduzir o risco de catarata.

Um estudo de 10 anos realizado por mulheres profissionais de saúde constatou que uma maior ingestão de vitamina E e os carotenoides luteína e zeaxantina dos alimentos e suplementos estava associada a riscos significativamente reduzidos de catarata.

Boas fontes alimentares de vitamina E incluem sementes de girassol, amêndoas e espinafre. Boas fontes de luteína e zeaxantina incluem espinafre, couve, e outros vegetais de folhas verdes.

Outros estudos mostraram que vitaminas antioxidantes, como a vitamina C, e alimentos que contêm ácidos graxos ômega-3, podem reduzir o risco de catarata.

Outro passo que você pode tomar para reduzir o risco de catarata é usar óculos de sol para bloquear 100% dos raios UV do sol quando você estiver ao ar livre.

Posted in Blog