Como se proteger para o retorno ao trabalho

Como se proteger para o retorno ao trabalho
0 26 maio 2020

Muitos países, após passarem pelo pico de contaminação, já estão começando a retornar suas atividades comerciais e sociais. Aqui no Brasil, os casos ainda estão crescendo, porém alguns estados já começam a pensar em uma flexibilização do isolamento social. No Pará, com o fim do lockdown, as ruas já estão começando a ficar mais cheias e um fluxo bem maior de pessoas vem sendo visto, além do retorno ao trabalho em alguns setores. Porém, até o momento, o distanciamento social se mostrou uma das principais medidas de proteção contra a COVID-19. Então como retornar as atividades com mais segurança?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda cautela no relaxamento do isolamento social e de outras restrições à movimentação das pessoas até que as transmissões estejam controladas.  

Quais cuidados devo tomar no transporte público?

É importante lembrar que a recomendação ainda é ficar em casa. Caso precise retornar ao trabalho ou precise sair de casa, atente-se às recomendações::

  • Utilize máscara;
  • Evite transportes coletivos lotados;
  • Em táxis, sentar-se atrás do banco do carona a fim de manter a maior distância possível do motorista e sempre com as janelas abertas

É importante utilizar a máscara sempre que sair de casa. Lembre-se de ter cuidado com o manuseio para não tocar na máscara e no rosto. As máscaras de tecido não descartáveis precisam ser higienizadas sempre que estiverem úmidas ou uma vez por dia. Elas devem ser colocadas de molho, por 10 a 20 minutos, em uma solução de 10 ml (uma colher de sobremesa) de água sanitária para meio litro de água.

Cuidados na rotina de trabalho

O trabalho presencial só deve ocorrer se for categorizado como essencial.

Quem precisar sair para trabalhar deve manter a distância mínima de um metro dos colegas, utilizar máscara e manter os ambientes abertos e ventilados.

Como devo me proteger na rua com o aumento da circulação de pessoas?

Quanto menor a exposição a um possível contágio, menor são os riscos.

  • Evite lugares cheios e use máscara;
  • Não saia de casa desnecessariamente;
  • Não permaneça em filas longas e demoradas.

A flexibilização significa que os riscos de transmissão diminuíram?

Sim. O momento da flexibilização é uma decisão que passa pela avaliação das autoridades sanitárias para que só ocorra quando os riscos de transmissão se reduzirem.

Importante ressaltar que o risco, embora reduzido, ainda existe.

Testar mais pessoas traz mais controle à transmissão do vírus?

Testar mais pessoas nos possibilita entender melhor o funcionamento da doença.

Com mais conhecimento do real número de pessoas que tiveram contato com o vírus, adquirimos maior compreensão da gravidade da doença, pois conseguimos diagnosticar também os assintomáticos, ou seja, aquelas pessoas sem queixas, mas que contraíram o novo coronavírus.

Além disso, a testagem pode nos mostrar quem são as pessoas já imunizadas, o que nos auxiliaria no processo de flexibilização da quarentena, pois os pacientes imunizados, em princípio, têm possibilidade reduzida de transmitir o coronavírus.

Deixe um comentário