Entenda melhor sobre a LER e previna-se

Entenda melhor sobre a LER e previna-se
0 25 fevereiro 2019

A LER (lesão por esforço repetitivo) é designada para definir toda e qualquer lesão causada por movimentos repetitivos, como digitação, má postura, tocar piano, dirigir, etc. Trata-se de um desgaste em determinada “peça” do corpo, envolvendo lesões musculares e desgaste nas articulações e nervos, causando dores e inflamações.

A lesão é causada pela repetição de um mesmo movimento durante longo período de tempo. As profissões mais atacadas são as que é necessário e contínuo o uso do computador, mas outros profissionais também podem sofrer os mesmos danos dependendo de como se dá a sua atividade profissional: costureiras, motoristas, pianistas, etc.

É uma doença que se desenvolve lentamente, de uma maneira quase imperceptível, pois não é um dano causado de uma só vez. Este fato é o que mais leva as pessoas a não se prevenirem, pois não a percebem ao longo da vida, mas somente quando já existe um grande comprometimento da área afetada. Muitos precisam pedir licenças no trabalho, fazer longos tratamentos, fisioterapia, ou até mesmo afastarem-se do trabalho por não conseguirem mais executá-lo.

Causas:

– Repetitividade de movimentos;

– Postura inadequada por um longo período de tempo;

– Atividades de trabalho que exijam força excessiva com as mãos;

– Atividades esportivas que exijam grande esforço dos membros superiores;

– Ritmo intenso de trabalho;

– Mobiliário mal projetado e ergonomicamente errado;

– Esforço físico;

– Trabalho muscular estático;

– Choques e impactos;

– Executar a mesma tarefa por tempo prolongado;

– Pressão mecânica sobre algumas regiões do corpo;

Sintomas:

Os sintomas que caracterizam a doença são: dor nos braços, dor nos dedos ou em outros membros afetados, dificuldade de movimentação, formigamento, falta de força e baixa sensibilidade.

Prevenção:

  • Para pessoas que trabalham com atividades repetitivas, é preciso que a cada 25 minutos se faça uma pausa de 5 minutos para descanso, e a cada hora de trabalho, saia da cadeira e se movimente;
  • Durante o tempo de pausa faça exercícios de alongamento para manter os tecidos irrigados;
  • Beba água regularmente durante o dia;
  • Mantenha uma postura adequada, com os ombros relaxados, apoiando-se no encosto da cadeira, e os pulsos retos;
  • Mantenha as plantas dos pés totalmente apoiadas no chão;
  • Sente-se de forma que o assento da cadeira e as suas costas formem um ângulo reto;
  • Use uma cadeira que se ajuste à mesa de trabalho, de forma que ela se ajuste a você;
  • Caso trabalhe com computadores, prefira que o monitor fique a altura dos olhos, e a uma distância equivalente à distância do seu braço;
  • Ar condicionado muito forte no ambiente de trabalho afeta a circulação e pode contribuir para a ocorrência de LER;
  • Prefira teclados e mouse que possuam apoiadores, que evitam a obstrução da circulação sanguínea.

O diagnóstico da Lesão do Esforço Repetitivo é feito, basicamente, com análise clínica. Durante a consulta, o especialista verifica o grau da síndrome e indica o tratamento mais adequado. Se você identifica os sintomas, procure imediatamente um médico para avaliá-lo.

Posted in Blog

Deixe um comentário

Share This

HPD is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache